Dark: Série Alemã mistura mistério e ficção científica de maneira sensacional

Dark, Oldie nerd, série, Netflix, entrada da caverna

Em 2017 uma série produzida na Alemanha estreou na Netflix e passou bem abaixo do radar da maioria dos usuários, Dark é uma produção que surpreende.


Alerta: spoilers de baixo risco

Dark, Um Estranho no Ninho


Somos acostumados com produções americanas e Dark já começa a impressionar pela origem, produzida na Alemanha foi originalmente pensada para ser uma websérie, criada por Baran bo Odar e Jantje Friese respectivamente diretor e roteirista de Os Invasores (filme alemão de relativo sucesso).

Na primeira vista a produção pode parecer mais uma série de mistério da Netflix ou melhor do mercado americano, com um plot inicial que lembra muito o mega-sucesso Stranger Things, uma criança some misteriosamente em uma pequena cidade onde parece que todos escondem segredos.  

Mas não se engane Dark é muito mais do que isso. A trama esconde bem mais do que a premissa inicial e logo o espectador pode perceber que não está assistindo uma possível imitação alemã de séries americanas.

Com um ritmo diferente do habitual nas produções da Netflix, uma fotografia belíssima e uma construção de personagens feita de maneira  lenta e profunda comandada por pequenos detalhes ao longo dos episódios, Dark pode se mostrar uma série difícil para quem está  esperando mais do mesmo.

Dark trás um roteiro misterioso e uma teia de personagens interessantes


Um dos aspectos que mais chamam a atenção em Dark é a habilidade do roteiro, primeiro em conseguir apresentar e dar espaço para uma infinidade de personagens, todos interessantes com seus traços psicológicos justificados, às vezes por pequenos detalhes do passado descobertos através de "flashbacks" e fazer  todos participarem da trama sem que nenhum deles apareça sem propósito. Em segundo lugar o roteiro cheio de mistérios, alguns ligados extremamente à ficção científica e ao fantasioso e outros de aspecto muito mais pessoais e humanos, com uma narrativa muito mais novelesca.
O elenco da série também merece ser lembrado, praticamente todos os atores da série são acima da média, excetuando alguns momentos que os atores mais jovens parecem perder a mão, já o grupo de atores mais experientes dão um show em praticamente todas as cenas com destaque especial para Oliver Masucci que vive o detetive em busca do filho desaparecido.


Dark ou De volta para o futuro (e para o passado)


O ritmo e ambientação de Dark apontam para uma série de mistério e segredos envolvendo uma pequena cidade. talvez algum assassino misterioso ou um culto secreto?
E a série poderia ser isso e já seria ótima, mas ela é muito mais, além de tocar nesses aspectos de suspense e mistério ela também percorre caminhos já conhecidos da ficção, conhecidos mas quase sempre difíceis de serem trilhados a contento a viagem no tempo.
Já no 2° episódio da 1° temporada somos apresentados a uma resolução do mistério inicial mas ao mesmo tempo somos apresentados a um mistério ainda maior e mais bizarro, a viagem no tempo.

Poucas obras conseguiram tornar a viagem no tempo tão interessante quanto dark, e creio que nenhuma tenha amarrado as diferentes linhas temporais de maneira tão brilhante, em Dark vemos acontecimentos misteriosos de um episódio sendo respondidos em detalhes de um episódio em outra temporada.

Dark tem muitos momentos "explodiu minha cabeça" mas principalmente, nenhum deles é gratuito e colocado ali somente para impressionar o espectador, cada evento acontece para o roteiro e a história seguir em frente.

Programada para mais uma temporada.
Se a série conseguir fechar com o mesmo nível de qualidade que apresentou até agora seremos testemunhas de uma verdadeira raridade: uma série que faz um fechamento digno (sim GoT, isso foi para você).

Roteiro: 9
Fotografia: 8,5
Personagens: 9
Mistério: 9
Nota final: 8.87

0 comentários: