Episódio 16 - ENTRE TUTUS E SAPATILHAS, DANÇA E MUITA ARTE

 


Hoje iniciamos uma série de seis podcasts dedicados à cidade de Gravataí, sede do ColetiveArts.

O Coletive Som - A Voz da arte foi um dos projetos contemplados e financiados com recursos da Lei Federal 14.017/2020 - Lei Aldir Blanc em Gravataí, categoria Saberes e Fazeres Culturais. Para darmos inicio a essa linda jornada começamos com Celícia Santos, uma convidada que é natural de São Paulo, mas está fazendo história na cidade gaúcha de Gravataí. Ela vem de uma família que tem a música em seu DNA, começou muito cedo, aos sete anos no Ballet Clássico. Sempre se aperfeiçoando, resolveu conhecer o mundo: Japão, França, Argentina. Por onde passou, aprendeu cada vez mais a arte da dança. Em 2009, fundou a escola de Dança Arte Celícia Santos , conhecida carinhosamente como DACS, escola que vem mudando a história de Gravataí, ensinando dança, teatro e música, formando artistas e trazendo prêmios e reconhecimento para a arte e cultura de Gravataí.


(*)Projeto contemplado e financiado com recursos da Lei Federal 14.017/2020 - Lei Aldir Blanc em Gravataí, categoria Saberes e Fazeres Culturais


 


 





Vídeo do Coletive:



                                                   
                                          


  Episódio 15 - Cartuns, charges, desenhos e o humor engajado de Leandro Dóro

 


O Coletive Som tem o prazer de trazer para um bate papo um dos maiores cartunistas do Rio Grande dos Sul e do Brasil: Leandro Dóro. 

Dóro é  mestre em Design Estratégico pela Unisinos, no RS, com a dissertação “História em Quadrinhos e Design Estratégico: Cenários para a produção e apropriação de HQs nas mídias digitais”.
Graduado em Jornalismo pela Universidade Luterana do Brasil, trabalhou como jornalista e cartunista de 1996 a 2002. Organiza a coleção Edição de Risco, que reúne trabalhos de cartunistas gaúchos.
É ainda artista gráfico e autor de histórias em quadrinhos, com participação em exposições na Alemanha, Bósnia-Herzegovina, Portugal, entre outros países.
Atuou como diretor de comunicação e, atualmente, de Assuntos de Educação e Política Sindical do Sindicato dos Empregados em Entidades Sindicais e Órgãos de Classe do RS.
Ministra oficinas sobre artes gráficas, quadrinhos e design em universidades como Ulbra e a Universidade de Passo Fundo, no RS e acima de tudo é uma grande figura.

Apresentação: Patrícia Maciel Luciano Xaba
Roteiro: Jorginho e Patrícia Maciel
Edição: Luciano Xaba
Poesia: Patrícia Maciel
Arte da capa: Jorginho
Arte da capa: Jorginho
Produção: ColetiveArts e Oldie Nerd
Operador Técnico: Andreas Buhler
Galeria de Arte: Leandro Dóro
Vídeo do Coletive: Panda 
Para escutar episódios anteriores:
https://anchor.fm/coletivearts
Galeria de Arte: Leandro Dóro






















Vídeo do Coletive:






Um herói para representar o universo LGBTQIA+ em quadrinhos


Quase lá! Na reta final do crowdfunding, Cara-Unicórnio 2 tem novas imagens divulgadas.

Autor da HQ libera capítulo completo para os apoiadores.

Faltando pouco mais de 50 dias para o encerramento da campanha de financiamento coletivo, uma das séries de histórias em quadrinhos mais aguardadas pelo público LGBTQIA+ segue mobilizando os leitores e fãs. O segundo volume de Cara-Unicórnio, que teve seu primeiro título viabilizado também por crowdfunding em 2018, busca alcançar nas próximas semanas os 20% do total planejado para se tornar realidade. E para engajar mais o público, o autor Adri A. divulgou algumas páginas para o público em geral e um capítulo inteiro com exclusividade para seus apoiadores. O quinto capítulo, que vai integrar a nova publicação, está disponível na íntegra neste link:

https://drive.google.com/file/d/1uwPl7eCf1KGwIytuU70jDwuUAwThaGED/view



As novas artes exibem os protagonistas já conhecidos pelo público nos quatro capítulos lançados em 2018: “Conforme a comunidade LGBTQIA+ avança na conquista de direitos e aceitação na sociedade, ter mais um livro impresso do Cara-Unicórnio é colocar mais um tijolinho no caminho da busca por igualdade”, explica o desenhista e roteirista Adri A, responsável individual pela produção da série. “Além disso, seria muito simbólico a campanha de crowdfunding obter sucesso em um momento em que a esperança se renova com a chegada da vacina contra a Covid-19, já que ela foi lançada no início da pandemia no Brasil e atravessou os momentos mais turbulentos ao longo de 2020”, completa, lembrando dos desafios que a pandemia trouxe à publicação de um livro independente de histórias em quadrinhos.


A produção dos novos capítulos da série permitiu ao autor aprofundar os potenciais criativos que já estavam presentes no livro inaugural: “Há uma evolução evidente em um capítulo após o outro no meu traço, estilo e colorização. As novas histórias também estão maiores, mais divertidas, envolventes; novos personagens são apresentados e os conhecidos são ainda mais desenvolvidos, com camadas sendo acrescentadas às suas motivações, passado e personalidades”, explica, salientando que Cara-Unicórnio 2 é importante também com um registro do aperfeiçoamento artístico e técnico de um autor engajado na criação de um universo narrativo cheio de humor e representatividade.


A campanha de financiamento coletivo da nova edição da HQ Cara-Unicórnio segue até o dia 16 de março de 2021 pelo site www.catar.se/caraunicornio2


Sobre a série Cara-Unicórnio: humor, aventura e representatividade LGBTQIA



Um jovem enfrenta um acidente em um laboratório, desenvolve novas habilidades, passa por um processo de redescoberta e assume a responsabilidade de zelar por sua vizinhança. A sinopse faz parte do imaginário dos fãs da cultura pop, mas um quadrinista gaúcho reinventou essa narrativa numa HQ em 2018 e, agora, Cara-Unicórnio, o protagonista metade homem e metade unicórnio criado por Adri A., chega em uma nova publicação: Cara-Unicórnio - Vol. 2 está em campanha pelo Catarse.


O primeiro volume da saga Cara-Unicórnio arrecadou quase o dobro da meta inicial e o apoio de mais de 300 pessoas. A publicação apresentou o personagem em quatro capítulos que contavam sua origem, sua atrapalhada estreia no panteão dos super-heróis de quadrinhos e introduziu alguns dos conflitos que movimentam seu universo narrativo. O segundo volume apresenta novos personagens e novas aventuras, além de aprofundar o passado e as relações do divertido protagonista. Ainda assim, o  novo livro mantém a principal proposta da série: tratar de diversidade com protagonistas LGBTQIA+ e dar visibilidade para pessoas que se percebem pouco representadas em narrativas de super-heróis.



O novo livro do Cara-Unicórnio terá uma tiragem de mil exemplares, será inteiramente colorido, terá formato de 15 x 21 cm, quase 200 páginas, miolo com papel couchê de 90g, capa em papel cartão supremo de 250g, e será dividido entre os capítulos cinco, seis, sete e oito, dando continuidade à narrativa apresentada na publicação de estreia. A edição prevê ainda algumas páginas de material extra, como esboços, estudos de personagens e textos sobre o processo de criação. Todos os exemplares disponibilizados pela campanha de financiamento serão autografados por Adri.


As categorias de contribuição se estendem de R$ 30 a R$ 830 e as recompensas vão de versão impressa e digital da obra, além de artigos como bolsa, ímã de geladeira, sketch e postal, entre outros, e a possibilidade de tornar-se um personagem em alguma futura edição do Cara-Unicórnio.


Para contribuir com a publicação de Cara-Unicórnio - Vol. 2 até o dia 16 de março de 2021, acesse este link: http://catarse.me/caraunicornio2


Sobre o autor

Adri A. é ilustrador e quadrinista. Aborda em suas produções questões ligadas à diversidade e ao universo LGBTQIA+. Desde 2012, publica seus trabalhos nas redes sociais e em fanzines editados por ele mesmo. É criador e autor do Cara-Unicórnio, série em quadrinhos que satiriza super-heróis e promove representatividade LGBTQIA+. Em 2019, a primeira coletânea da série, Cara-Unicórnio - Vol. 1, concorreu ao Troféu HQ Mix na categoria humor. Também já teve ilustrações e quadrinhos publicados em diversas publicações de outras editoras e coletivos.


Assessoria de imprensa
Vitor Diel
51 9 96 77 14 67
contato@literaturars.com.br






Episódio 14 - O traço e o olhar sensível de Ana Paula Otero

 


O Coletive Som cruza fronteiras nesse episódio e vai até Portugal (via internet é claro) conversar com uma dos membros mais antigos do ColetiveArts, a ilustradora e escritora portuguesa Ana Paula Otero. 

Ana é natural de Lisboa, geminiana  do dia 10 de Junho de 1974. Desde muito cedo notou que o desenho era a sua forma de expressão preferida. A sua grande paixão sempre foram as artes, tendo estudado nessa área. Contudo, e devido à sua natureza multifacetada, acabou por formar-se em jornalismo. Dedica-se à ilustração desde 2013. Atua principalmente na área da ilustração infantil, embora não exclusivamente. Tem participado em exposições por todo o país (Portugal) e também no Brasil. Ilustrou vários livros infanto-juvenis. Integra alguns projeto culturais em Portugal (“Ajudaris”, “Recortar Palavras” e “Comunidade AEBA”), na Espanha (“Doñana Es Arte” e “Mis Maravillosos y Increíbles Cuentos”) e no Brasil (“ColetiveArts”). Além da ilustração, também é apaixonada pela escrita, dedicando-se especialmente ao público infanto-juvenil. Faz regularmente promoção de leitura, escrita criativa e artes plásticas, dinamizando workshops e ateliers, tendo sido também convidada a integrar concursos de leitura nacionais, na qualidade de júri. E é com essa alma sensível e inquieta que iremos conversar hoje. 

 
ANA PAULA OTERO

Edição: Luciano Xaba
Poesia: Cris Bastianello

Arte da capa: Jorginho
Produção: ColetiveArts e Oldie Nerd
Operador Técnico: Andreas Buhler
Galeria de Arte: Ana Paula Otero
Vídeo do Coletive: Patrícia Maciel
Para escutar episódios anteriores:



Galeria de Arte, Ana Paula Otero:


 






Vídeo do Coletive, Patrícia Maciel: