Contos do Tarot, cartas e um personagem em comum
Antologia, contos, Tarot, livro

Antologia de contos reúne 79 autores nacionais inspirados em cartas de Tarot.

Com organização de Pedro Hutsch Balboni e Rodrigo Ortiz Vinholo, “Contos de Tarot” é uma antologia de contos de vários gêneros, todos interligados por dois fatores comuns: inspirações no Tarot, e um protagonista de mesmo nome.


Cada uma das histórias leva a inspiração de uma das 78 cartas — com repetição do arcano sem número, “O Louco” — e relata algum ocorrido sobre um homem de quem muito se diz, mas pouco se sabe, o misterioso Tarot.

O projeto está em financiamento coletivo no Catarse até novembro na plataforma Catarse. “Contos de Tarot” é mais um projeto do universo Insensati, inaugurado em 2016 pela obra “Dito Pelo Não Dito”, portanto tanto o primeiro livro como outras recompensas como o baralho “Tarot Insensati”, lançado em 2018, estão disponíveis como recompensas.

Confira todos os autores participantes e mais informações em 
http://www.catarse.me/contosdetarot?ref=press


Rodrigo Ortiz Vinholo
Publicitário, jornalista, escritor e pessoa estranha.
rodrigoortizvinholo.com.br


Vamos lá, o apoio é sempre importante.
Rocketeer: Dave Stevens e sua homenagem a Era de ouro
quadrinhos, filme, rocketeer, era de ouro, homenagem, dave stevens, oldie nerd, enquadrando, video

Muito antes de HQs autorais s se tornarem campeãs de vendas ou filmes de Super-heróis estarem na moda, Rocketeer quebrou barreiras tanto no mundo dos Quadrinhos quanto no Cinema.


Assine o nosso canal...

Fontes:
Wikipédia 

Sobre o Criador personagem 


Fratura (Fractured)
Fratura, Fractured, netfli, filme,
Andreas Buhler do Variações de um Nerd

Lançado em 22 de setembro de 2019 na Netflix, o filme conta com a direção de Brad Anderson (Chamada de Emergência 2013), roteiro de Alan B. McElroy (Spawn 1997), elenco com Sam Worthington (Avatar 2009), Lily Rabe (American Horror History desde 2011), entre outros.

Nessa história vemos o pai de família, Ray Monroe (Sam Worthington), que está viajando de carro com sua esposa, (Lily Rabe), e filha (Lucy Capri), e em uma parada realizada em um posto de gasolina a garotinha acaba caindo e fraturando o braço fazendo com que seus pais a levem a um hospital mais próximo da localidade e onde boa parte da trama irá se concentrar.
fratured, fratura, netflix

Ali, sobre os cuidados médicos a menina acompanhada pela sua mãe são levadas a um setor para tratar o ferimento dela enquanto o pai aguarda-as na sala de espera do local.
A trama gira em torno do pai que aguarda sua família no saguão do hospital e não recebe nenhuma noticia do estado deles e posteriormente ele é informado que elas nunca estiveram ali, começando então um thriller psicológico onde ele tenta provar diversos tipos de conspirações do local, e por sua vez os médicos querendo atestar que ele não estaria em suas capacidades de raciocínio. 

Fratura visivelmente é um filme de orçamento baixo (isso não é demérito para nenhuma produção, longe disso), mas ficou aquém do que poderia alcançar, para quem gosta e está acostumado com thriller psicológico notará muitos clichês, soluções óbvias e até poderá se sentir esgotado com diálogos repetitivos e pedindo logo para o filme acabar.
Por fim tenho que elogiar que a Netflix está de parabéns, pois sabe produzir bons trailers para nós consumirmos filmes medianos.

Nota: (0/10)
Direção: 6
Roteiro: 5
Nota para a qualidade de pai: 0
Atendimento do hospital: Hum! Nível SUS

Nota final: 3,6
Agora Oldie Nerd tem sua Loja

Feito, agora o Oldie Nerd tem uma loja virtual pra chamar de sua.

Estamos no começo, mas já temos uma serie de produtos, feito de fã pra fã.

Entre canecas, quadros e camisetas, tem algo pra vocês.


Canecas

 
Hora de tomar aquele café, chá ou o combustível que mais lhe agrada.
Canecas com temáticas nostálgicas, de quadrinhos, filmes, desenhos e etc.
Logo teremos mais produtos para vocês.
Para ver as canecas clique aqui


Quadros

Já pode decorar teu quarto, tua sala ou seu canto especial.
Temos quadros com imagens tiradas direto das paginas dos gibis.
Temas de quadrinhos e logo teremos mais temas ainda.
Para ver os quadros clique aqui.
 

Camisetas

Ta na mais que na hora de estampar seus gostos.
Temos camisetas com estampas diferenciadas.
São baseadas em desenhos, series, quadrinhos, filmes.
E logos com novos produtos.
Para ver as camisetas clique aqui.

Então nos ajudo espalhando e compartilhando a nossa loja.

Logo Oldie Nerd

Mindhunter, série produzida por David Fincher explora a investigação psicológica
Netflix, mindhunter, serie, livro, review, David, Fincher, Charlize, theron

Baseada no livro 'Mind Hunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit' de John E. Douglas (agente do FBI que o personagem Holden Ford doi baseado) e Mark Olshaker. Por ser baseada em relatos reais de agentes do FBI a série tem uma visão realista muito forte.


Mindhunter: o início do estudo de Seriais Killers


A série acompanha a criação de uma unidade especial no FBI dedicada a psicologia criminal e desenvolvimento de toda uma nova ciência de estudo de perfis psicológicos de assassinos.

A dupla principal interpretada por Jonathan Groff (Frozen) e Holt McCallany (Clube da Luta) cruzam os Estados Unidos fazendo entrevistas com os mais perigosos assassinos em série da história incluindo Charles Manson e o Filho de Sam.

Enquanto desenvolvem os conhecimentos necessários para criar perfis que possam ajudar em investigações futuras, as próprias técnicas são postas à prova quando inúmeros casos começam a buscar a ajuda da unidade especial do FBI.

Mindhunter se esmera na produção 


Na produção temos nada menos que David Fincher e Charlize Theron, ambos já haviam tratados do tema Serial Killer, Charlize interpretou uma em Monster, papel em que ganhou o Oscar. 

A série tem uma produção cuidadosa principalmente na parte de recriação de época.

Nada é feito com pressa e isso se reflete na qualidade homogênea de ambas as temporadas. Nos episódios que o próprio Fincher dirige podemos notar uma linguagem cinematográfica ainda mais acentuada.

Maneirismos de Fincher ficam mais a vistas embora possam ser reconhecidos ao longo de toda série, o que pode mostrar que ele estava bem presente durante toda a produção. 

Mindhunter: Bom elenco e alguns problemas de ritmo 


Jonathan Groff e Holt McCallany estão muito bem na série, assim como todo elenco, destaques principalmente para os psicopatas que cruzam a vida dos agentes durante as entrevistas nas prisões e para a pesquisadora chefe Dra. Wendy Carr, interpretada por Anna Torv (Fringe).

Existem alguns problemas com o ritmo da
série, a passagem de tempo também não fica clara, ela começa em 1977 mas nunca temos ideia de quanto tempo os agentes passam em cada caso, perdemos um pouco de noção de qual o tamanho da carga que eles estão levando nas costas e por quanto tempo.

Muitas vezes também somos levados para os núcleos familiares, claro que isso é necessário para criar empatia com os protagonistas, mas somos deixados lá por muito tempo enquanto outros aspectos mais interessantes da narrativa são deixados de lado.
Nesse ponto do ritmo a série se assemelha muito ao filme Zodíaco não por acaso dirigido por David Fincher em que o problema principal para mim também está no ritmo.

Mindhunter é uma ótima série policial investigativa e que com certeza vai agradar ao fãs deste gênero se não se importarem com o ritmo as vezes arrastado de alguns episódios.

História: 8,5
Fotografia: 9
Montagem: 8
Recriação de época: 9
Investigação psicológica: 9
 Nota final: 8,7