Escolhemos nossas 6 séries favoritas do selo Vertigo


Com o anúncio feito pela DC do fim do selo Vertigo em 2020, completando quase 30 anos, nós resolvemos indicar 6 das nossas séries favoritas do selo. Mas já deixamos aqui a nossa previsão: Esse fim do selo Vertigo com certeza é temporário e daqui um tempo vai voltar.


Preacher

Uma das séries mais queridas dos leitores da Vertigo, Preacher conta a história de Jesse Custer,  um pastor sem fé que ganha, por acaso, um poder caído do céu e se vê às voltas com demônios, anjos e vampiros e outras coisas ainda mais bizarras.
Com personagens carismáticos e um roteiro quase sempre dinâmico e perturbador ainda hoje é referência quando se fala em Vertigo.
Escrita por Garth Ennis e desenhada por Steve Dillon (dupla de Hitman). Lançada em 1995 é composta por 75 edições.

Hellblazer

O investigador do oculto John Constantine foi
criado por Alan Moore para aparecer nas histórias do Monstro do Pântano, o personagem acabou arrebatando os leitores e ganhou série  própria.
É a série mais longa da Vertigo.
Passou pelo personagem ao longo dos anos autores como Garth Ennis (antes de começar em Preacher), Paul Jenkins, Warren Ellis e Brian Azzarello.

Sandman

O maior ícone do selo Vertigo Sandman se tornou uma das mais renomadas HQs de todos os tempos. Escrita por Neil Gaiman (Livros da Magia)  e desenhada por inúmeros artistas: Bill Sienkiewicz, Charles Vess, Milo Manara e muitos outros. A história acompanha a saga do rei do sonhar e sua interação com um universo vasto e enigmático. Começou a ser publicada em 1988 e foi até 1996 contando com 75 edições.


V de vingança

Originalmente foi publicada em uma revista Britânica em 1983,  a série inacabada foi ressuscitada pela Vertigo em 1988, Alan Moore (Watchmen)  junto com os desenhistas David Lloyd e Tony Weare finalizaram a série. A história se passa em um futuro distópico que mostra uma Inglaterra fascistas e as ações de um anti-herói contra o sistema. Questões político-filosóficas são abordadas como é costume nas obras de Moore e a arte de Lloyd, principalmente nos primeiros números, é muito peculiar, originalmente  toda em preto e branco.

Os Invisíveis

Publicada pela Vertigo de 1994 a 2000,  é a obra-prima de Grant Morrison (Homem-Animal). O autor faz um mesclado amalucado com universos paralelos,  Mitologia, sociedades secretas e cultura pop.
Ela é lembrada muitas vezes pela declaração polêmica de Morrison de a série tinha sido passada para ele por alienígenas que o haviam abduzido.

Y, o último Homem

A história conta como seria o mundo quando uma praga o atinge matando todos os mamíferos machos da Terra. O protagonista, Yorick Brown se torna o único homem que sobrevive ao evento.
Em um mundo Pós-apocalíptico vemos a sociedade se reorganizar de maneira caótica. Embora o tema em sí seja bem sério na série existe bastante situações cômicas enquanto acompanhamos as desventuras de Yorick.
Escrita por Brian K. Vaughan (Saga) e arte de Pia Guerra.

E você? Também vai sentir falta da Vertigo? Qual a sua série favorita do selo que nao está aqui? Comente aí :-)

0 comentários: