6 MOTIVOS DE PORQUÊ WATCHMEN É WATCHMEN

A obra de Alan Moore e Dave Gibbons é um clássico eterno da DC e sua história e bem conhecida por quem acompanha HQs a algum tempo, por isso nem vamos gastar tempo escrevendo sobre isso, quer saber esses detalhes procura no Guia dos Quadrinhos ou na Wikipédia ou mesmo naquele site meia boca dos ovos estalados e vamos direto ao que interessa.

Narrativa Atemporal

Somos levados desde o inicio da historia a um Tour de force pelo tempo presenciando muitas vezes ao mesmo tempo acontecimentos do passado e do presente e quem sabe, o futuro dos personagens, além da dicotomia do Dr. Manhattan ao longo da série, estando em todos os tempos e sabendo de tudo ou quase tudo e mesmo assim, tendo que observar as coisas se desenrolarem como um agente passivo ou um deus ex-machina.


Literatura Inserida


Além da história em quadrinhos em si, Moore também inseriu capítulos literários nas edições, cada qual, fazendo algum tipo de paralelo ou contextualizando ainda mais a história, de modo que tudo se torna mais palpável e sensível.

Heróis Humanos


Pela primeira vez somos apresentados a um mundo real em que, "e se heróis mascarados existisse?". Podemos presenciar porque seriam respeitados ou ridicularizados e como iriam influenciar na cultura e na sociedade.

Arte

A concepção da diagramação da obra, são um caso a parte, quase que completamente em 9 quadros por página. Detalhes narrativos inseridas em segundo plano, e Gibbons se sobre sai em muitas partes, sobre tudo nos quadros panorâmicos em Marte e na Antártida; e as cores de John Higgins sempre me causaram a impressão de estar lendo um HQ européia.

Fatores Psicológicos

A série nos apresenta várias personagens, cada qual com suas características psicológicas próprias e complexas, embora não ficamos dentro da cabeça deles o tempo todo (como acontece com o Cavaleiro das Trevas de Miller), ainda assim podemos entender suas motivações e frustrações ao longo da HQ. Cada herói é desequilibrado de alguma maneira, e mesmo o "Super-Homem" da história, o Dr. Manhattan, tem suas falhas morais e psicológicas.

Trama Complexa e Roteiro Redondo
Moore, como já era de esperar, trás um roteiro vigoroso em um história repleta de momentos memoráveis, no sentido narrativo. E leva isso até o fim sem decepcionar. Conseguiu criar arcos dramáticos, um dentro de outro, com conflitos em que nada, nunca, é preto no branco.

E ai, qual sua opinião?
Comenta ai, e não esquece de compartilhar.





0 comentários: