6 Filmes de pai e filhos e mais alguns

Mel Gibson Pai e filha herança de sangue

Os filmes nos contam muitas histórias, mas as que me tocam, em geral, são as relações paternas, por isso separei aqui, 6 filmes de pai e filhos e mais alguns.

Antes de começar a ler, fique avisado que vai ter Spoiler aos montes, se não viu algum filme, corre pra ver.


Cargo

Cargo Netflix Martin Freeman  bilbo  zumbi
Um dos mais recentes filmes, feito pra Netflix, agora em 2018, com o Bilbo, Martin Freeman, onde a história se passa em um mundo pós apocalíptico, cercado por “zumbis”, onde Andy, após ter sua esposa infectada e morta, se vê com um grande problema, também foi infectado e tem sua filha nos braços.
Ai temos uma jornada de uma pai para encontrar um local seguro e pessoas boas para proteger sua pequena filha.
Ele conta com o auxílio de Thoomi, uma menina que também está longe de casa, para tal tarefa. Freeman, em sua missão, não poupa esforços para ter êxito e com um bom plano a médio prazo, temos uma conclusão triste mas com um certo final feliz.



A Procura da Felicidade

A Procura da Felicidade Will Smith pai e filho
Mas um filme onde temos um pai disposto a tudo pelo filho.
Aqui temos Will Smith, um homem que depois de muitos problemas financeiros e da mulher abandonar o filho com ele, tem que lutar contra as circunstancias para proteger o filho.
Baseado em um relato real, Will interpreta, ao lado do próprio filho, a história de Chris Gardner, que após perder a casa e outras dificuldades, consegue um estágio não remunerado e precisa provar seu valor ao mesmo tempo que educa e cria seu filho.
Um história de superação, que aquece muito o coração de um pai.



A vida é Bela

A vida é bela Roberto Benigni  pai e filho segunda guerra mundial
Filme de 97, com Roberto Benigni, e se passa durante a segunda guerra mundial.
Aqui temos um pai, que durante um dos momentos mais tristes da nossa história, tem que usar de toda sua criatividade, bom humor e expertise, para não deixar que os horrores da guerra, alcancem seu filho.
Pai e filho, judeus, são levados aos campos de concentração, separados da esposa, ele carrega a história, onde damos boas risadas com suas trapalhadas e divertidas soluções para sobreviver a tudo aquilo, e durante esses sorrisos, é difícil não ter aquele nó na garganta que se nega a descer.
E conforme o filme vai chegando ao fim, a nossa torcida para aquele bom e velho final feliz, mas essa parte da história real se mostra cruel e levamos aquele soco no estomago.
Mas em meio de algumas lagrimas com o destino do pai, ainda a espaço para aquele sorriso com o nó na garganta e uma lagrima pendurada no olho ao ver o pequeno encontrando a mãe.


O Rei Leão

O rei Leão Mufasa morte triste simba
Nessa animação da Disney, já no começo da história, temos Mufasa, ensinado seu filho e futuro rei da savana, tudo que precisa para ser um bom líder.
Mas, depois de uma tentativa de golpe de Scar, irmão de Mufasa, o mesmo precisa salvar Simba e num ato de sacrifício, vimos uma das mortes mais tristes do cinema.
Mas a relação de pai e filho, mesmo que não esteja ali fisicamente, é o que Simba leva até o final, usando os conselhos do pai para proteger seus amigos e súditos e assim se tornar um verdadeiro líder
.


Um Lugar Silencioso

Um lugar silencioso pai e filhos terror suspense
Aqui temos um filme de suspense e terror, onde a figura do pai não é o objetivo da história.
Um mundo pós apocalíptico, onde criaturas quase exterminaram a raça humana e os sobreviventes tem que viver no silencio absoluto, pois esses seres são sensíveis ao som.
Lee Abbott, interpretado por John Krasinski, tem que fazer com que a família sobreviva nesse mundo.
Depois de ter um filho morto por uma dessas criaturas e sofrer por isso, tem que fazer tudo ao seu alcance para ajudar sua mulher a dar à luz ao próximo filho, preparar o filho do meio para viver e sobreviver neste mundo.
Tem ainda a filha mais velha, Millicent Simmonds, que não pode ouvir, e ele passa boa parte do filme, trabalhando para ajudar a filha, e depois se sabe que isso é a grande arma contra as criaturas.
Mas na minha opinião, o ponto forte do filme é quando Krasinski, como pai, tem que, aos berros, se sacrificar para que os filhos tenham a chance de escapar.



Viva, a Vida é um Festa

Viva a  Vida é uma Festa famila rivera hector ines
Para começar, vou dizendo que esse é sem dúvida, o filme que eu mais assisti, deve der sido pelo menos umas 20 e poucas vezes. E o efeito é sempre o mesmo.
Temos a jornada de Miguel, que acaba indo para a terra dos “muertos” e precisa fugir de alguns familiares e encontrar o tataravó para poder retornar ao mundo dos vivos e para isso ele conta com a ajuda de Hector, que quer atravessar a ponte para o lado dos vivos, mas precisa que alguém coloque sua foto em algum altar.
E tudo vai indo, feliz da vida, muitas músicas e risadas, até que chegamos na reta final da história.
Descobrimos que Hector é o tataravó de Miguel, fato esse que depois da primeira vez que se assisti, não tem mais impacto, errado, a gente agora sabe de tudo, mas quando se revê novamente, já vamos nos preparando emocionalmente para os minutos seguintes.
Ficamos sabendo que Hector está morrendo, pois a única pessoa que ainda lembra dele é sua filha, e assim que ela o esquecer em vida, ele desaparece, e que o único motivo para ele atravessar para o outro lado é poder ver pela última vez sua filha, que ainda sente sua falta, já que ele foi envenenado e morreu, pois queria voltar para ela.

Viva a vida é uma festa Hector Inês lembre de mim coco
Se desenrola mais uma pequena ação e de repente um soco, mas que soco no estomago, Miguel volta para casa, encontra sua bisavô, a Mama Inês, e canta a música, mais triste e feliz que já ouvi, que seu tataravó fez para a filha e ela volta a se LEMBRAR de todos.
Eu assisto essa cena, sempre com os olhos marejados.
Pensou que acabou, não. Vimos que a Mama Inês se foi, a tristeza nos olhos dos personagens, a gente engole seco aquele nó na garganta e ai vimos, durante uma música que fala do amor da família, que pai e filha puderam se reencontrar e que teve reconciliação na família.
Viva a vida é uma festa Hector Inês mortos lembre de mim
E o final temos, entes querido já falecidos, confraternizando com os vivos, numa canção bonita, familiar, e todos juntos. Essa foi escrita com olhos molhados.

Mais Alguns Filmes de Pai e Filho

estrada para a perdição pai e filho
Ainda a espaço pra falar de alguns outros que falam dessa relação, como o Hotel Transilvânia, o temos o Drácula fazendo de tudo para proteger sua filha e ainda arrebentando num Rap “bolado”.
Tem também o Steve Martin em O pai da Noiva, onde ele vê sua menininha, as vésperas do casamento e ele tenta ao máximo fazer tudo dar certo, com uma pequena lagrima no final.
Como esquecer do peixe palhaço Marlin, que atravessa o oceano para resgatar o seu filho em Procurando Nemo.
Temos ainda Tom Hanks, o mafioso que faz uma verdadeira peregrinação para manter seguro seu filho, Estrada para a perdição.
Podemos deixar aqui também as lembranças de algum filme do Jim Carrey e Adam Sandler que sempre tem algum do gênero, ou até Con Air, onde Nicolas Cage só que ver a filha e lhe entregar o ursinho.

E a lista é grande, Os suspeitos, O Preço de um Resgate, provavelmente todo ator já fez um pai. E lembramos para nunca mexer com um filho do Liam Neeson, por que ele vem atrás de você.

E qual filme de pai e filho faltou na lista? Comenta aí qual filme faz você se emocionar também?
Não esqueça de compartilhar.

0 comentários: